Enduro da Independência: uma das provas mais desafiadoras do off-road brasileiro

  1. Enduro da Independência

Anúncio


O 41º Enduro da Independência se consolidou como uma das provas mais desafiadoras e tradicionais do off-road brasileiro. Realizada entre os dias 6 e 9 de setembro de 2023, a competição reuniu pilotos de todo o país para percorrer um trajeto emocionante entre as cidades de Paraty, no Rio de Janeiro, e Ouro Branco, em Minas Gerais. Com uma história de quatro décadas, o evento continua a resgatar a memória e forjar campeões de diferentes gerações.

  1. Luciano Paiva Vasconcelos: O campeão da Categoria Elite

Na Categoria Elite, a principal do Enduro da Independência, o grande vencedor foi Luciano Paiva Vasconcelos, conhecido como Lulu, natural de Sete Lagoas, Minas Gerais. Mesmo não tendo nascido quando a prova foi realizada pela primeira vez em 1983, Lulu conquistou a vitória de forma impressionante. Iniciando sua carreira como competidor em 2019, ele se tornou uma das revelações do esporte e atualmente é piloto oficial da marca Sherco.

  1. A diversidade de categorias e pilotos

O Enduro da Independência contou com a participação de 250 pilotos de 17 estados brasileiros, incluindo três mulheres. Divididos em 18 categorias, os competidores enfrentaram desafios únicos ao longo do percurso. Destaca-se a vitória de Bárbara Neves, de Goiás, na categoria Feminino, conquistando o título pela sexta vez. Além disso, Bruno Crivilin, de Aracruz, Espírito Santo, trouxe um toque internacional à prova, sendo regularmente competidor no Mundial de Enduro na Europa.

  1. Um roteiro desafiador e repleto de belas paisagens

Durante os quatro dias de competição, os pilotos enfrentaram um roteiro repleto de dificuldades e paisagens deslumbrantes. No primeiro dia, o trajeto ligou Paraty a Baependi, com 288 quilômetros de extensão, passando pela Serra do Mar e Serra da Bocaina. No segundo dia, a etapa seguiu de Baependi a Barbacena, na Serra da Mantiqueira, com 267 quilômetros e 8 horas e 29 minutos de duração. O terceiro dia foi entre Barbacena e Ouro Branco, com 201 quilômetros percorridos em 5 horas e 47 minutos. O último dia foi reservado para as montanhas e serras de Ouro Branco, com um percurso mais curto de 124 quilômetros.

  1. Confraternização e celebração dos participantes

Após os quatro dias intensos de competição, os pilotos puderam desfrutar de uma festa de confraternização na praça de eventos de Ouro Branco. O evento contou com a presença dos veteranos da prova, que compartilharam suas experiências e celebraram a superação de cada um. Ao todo, foram percorridos 860 quilômetros em trilhas de diferentes graus de dificuldade, estradinhas e estradas, sempre com belas paisagens ao redor. O 41º Enduro da Independência deixou uma marca indelével na história do off-road brasileiro, fortalecendo a paixão e o espírito de aventura dos pilotos.